30th of May

Perguntas sobre a necessidade de fundar o partido #rede


(Divulgação)

Quando encontrar questões sócio-políticas importantes nas quais a religião tem influência negativa, como os direitos reprodutivos das mulheres, cujo direito de escolha sobre a gestação é hoje criminalizado mesmo em face de recomendação contrária do Conselho Federal de Medicina a respeito da gestação até as 12 semanas, o partido Rede vai atuar a favor da saúde pública, pelo fim das mortes de mulheres em abortos clandestinos, pelo direito inalienável de abortar um ser que não é uma pessoa digna de direitos ainda que tenha o potencial de gerar uma (como qualquer célula do corpo); ou vai se aferrar ao moralismo religioso que sua líder Marina Silva revelou esposar em inúmeras oportunidades?

Quando encontrar autoritarismo da maioria oprimindo as minorias, negando-lhes direitos iguais mas impondo-lhes deveres iguais, o Rede vai defender a democracia pelo atendimento a essas minorias, ou vai vilipendiar o nome da democracia defendendo que os direitos das minorias sejam submetidos à vontade resistente da maioria através de plesbiscitos, como já defendeu Marina Silva?

E quando se deparar com situações em que a vontade da suposta maioria é violar a Constituição, como no caso de alguns que querem misturar religião com política contra o que diz o artigo 19, o Rede vai respeitar a Constituição ou se dobrar a interesses particulares e crenças pessoais, como acusam Marina Silva de ter feito várias vezes dentro do Ministério do Meio Ambiente, gastando tempo e recursos públicos realizando cerimônias religiosas em recintos pertencentes à República e portanto obrigatoriamente laicos?

É um partido que vai fugir de assuntos sociais polêmicos (que apesar de polêmicos têm sim respostas éticas aceitáveis e argumentadas) como o diabo foge da cruz, como fazem quase todos os outros partidos? É um partido que vai conseguir superar as limitações de sua maior líder, já citadas acima?

A depender das respostas a cada uma dessas perguntas, a criação desse partido é completamente desnecessária.