28th of September

Resenhando Jesus


Me pediram para ler o pensamento de um tal de Jesus de Nazaré e avaliar. Eu gostei da parte sobre não fazer aos outros o que não se quer para si, mas isso, com todo respeito, é repetição do que outros pensadores mais antigos, como Sidarta Gautama, disseram antes. A parte sobre todo mundo que não acreditar cegamente nele ir para um “lago de fogo”, e a parte em que ele pede para abandonar a família para segui-lo, bem, essa parte eu achei bem anti-família e anti-humanista. Não é tão bom quanto Sócrates ou Epicuro de Samos, e não vejo nenhum desses dois amaldiçoando uma figueira por não dar figos fora de estação. Dou nota 6.