24th of May

Praga de urubu magro não pega em cavalo gordo


Por Marcelo (Druyan) Esteves via email

Eu considero desagradável este tipo de coisa, até pela pouca significância que tem, mas nunca é demais desfazer mal-entendidos, quando eles se propagam além do necessário.
Estava conversando com o Eli, outro dia, e ele me disse que algumas pessoas atribuem a ele a “culpa” por eu ter saído do Bule e da LiHS.
Isto não é verdade.
De fato, vivemos um desentendimento, algum tempo atrás, sobre a forma de conduzir o Bule Voador. Eu tinha um projeto e o Eli tinha outro. Esse foi o estopim para uma crise que poderia ser tratada de outra forma, não fosse a infelicidade de ambos em se atracar com comentários agressivos.
Mesmo esta troca de insultos, vista com olhos de hoje, é altamente justificável. Durante muito tempo, eu e o Eli ficamos responsáveis por praticamente todo o trabalho do blog. Conversávamos horas a fio pelo MSN, madrugada adentro. Talvez estivéssemos, mesmo, um pouco cansados um do outro, estressados. Há que se entender também que nossa relação, para além de companheiros de blog, era a de amigos apaixonados. E ambos somos passionais, é fato.
Mas frente a esta visão distinta de projetos e ainda que não sobrassem insultos, havia um impasse. E a decisão de sair foi toda minha. Nada teve a ver com a pessoa do Eli. Naquele momento, não me interessava abrir uma discussão sobre os projetos em disputa, posto que o restante do grupo se integrara há pouco e ainda não estava maduro para uma empreitada deste porte. Na minha avaliação, a permanência do Eli seria muito mais proveitosa do que a minha, e então decidi sair.
Ainda que as rusgas entre nós dois tenham durado mais que o necessário, aos poucos acertamos os ponteiros, para refazer os laços.
Então eu gostaria de dizer, em alto e bom som, que minha saída do Bule deveu-se a uma divergência de projetos. Para aqueles que não sabem, fui eu que indiquei o nome do Eli para presidente, no processo de criação da LiHS. E gostaria de dizer, em igual alto e bom som, que continuo apoiando o nome dele como presidente. Que aqueles que se valem de um desentendimento pontual para fomentar discórdias estão usando de mau expediente. Não entenderam nada ou distorcem os fatos intencionalmente.
Após minha saída, inclusive, muito gentilmente fui convidado tanto pelo Eli quanto pelo Alex Rodrigues – presidente do Conselho de Mídia – a reintegrar o quadro de editores do blog. Se não aceitei, foi porque estou em um momento impróprio para me dedicar a projetos que demandem tempo e regularidade. Nada mais do que isto.
Por outro lado, sinto-me muito feliz e realizado por participar da criação do Bule e da LiHS. E vejo com muita alegria o crescimento do blog, com novos e talentosos editores; bem como a inauguração do site da LiHS e a crescente adesão ao projeto de uma ONG Humanista e Secular.
Então, como dizíamos nos velhos tempos: Xis! (Onomatopeia para SHS – Saudações Humanistas Seculares!)